Tags

, , , , , ,

a different blue
Autora: Amy Harmon
Drama/ Ficção Realística
Editora: Create Space
Páginas: 454
Ano: 2013

Resolvi ler A Different Blue após ter me encantado com a leitura de Making Faces, outro livro da autora, que me fez querer ler tudo que ela já escrevera. Assim como Making Faces, A Different Blue é cheio de mensagens bonitas e inspiradoras, mas não o supera.

Blue Echohawk não sabe quem é, de onde veio, não sabe seu verdadeiro nome nem precisamente a idade que tem. Abandonada pela mãe quando tinha cerca de dois anos, Blue foi criada por Jimmy, que lhe deu carinho até o dia que pode. Com idade suficiente para estar na faculdade, Blue ainda cursa o último ano do High School. Ela se esconde sob a máscara de garota confiante e desejada, mas o novo professor de História, o jovem Wilson, consegue, em suas aulas, enxergar através dela, consegue perceber que tem algo ali que precisa de um resgate. Ele consegue ver uma garota carente, perdida, bonita, mas que precisa se encontrar.

A história é narrada em primeira pessoa pela Blue e tem ritmo extremamente lento e melancólico, que me incomodou um pouco. Os personagens contam muitas histórias e lendas, algumas interessantes, outras nem tanto. Alguns trechos são bastante descritivos sobre histórias ou personagens que não me interessavam, e isso cansou, de certa forma. No entanto, em outros, me via fascinada por aqueles relatos e por aquelas mensagens inspiradoras.

Adorei as aulas do professor Wilson, porém, não as considero plausíveis ou compatíveis com qualquer aula de História real. Entendo (e concordo) quando a autora explica que História e Literatura se misturam, por ser sempre um relato, real ou fictício. No entanto, as aulas de reflexão e autoconhecimento não se encaixam bem no ensino da História e considero que melhor seria se ele fosse professor de Literatura e ponto final. Apesar disso, me encantei com o professor, seu charmoso sotaque britânico, sua paciência e sapiência, seu carinho e sua vontade de ensinar de forma diferente, sua vontade de mudar aqueles alunos, de fazê-los querer ser cada vez melhores.

Mr. Darcy Wilson (sim, Mr. Darcy! Jane Austen feelings!) é um personagem envolvente e cativante, arrebatou meu coração e me deixou sorrindo, mas… como assim ele só tem 22 anos?! Garoto prodígio, compreendo. Inteligente acima da média, compreendo. Cursou a faculdade antes do tempo, compreendo. Apaixonado por História e mitos desde pequeno, compreendo. Um professor incrível, compreendo. Tamanha sabedoria e maturidade, não consegui compreender. Honestamente, ele para mim tinha por volta dos 30 anos (considerando-o precoce). Passar em testes de inteligência com pouca idade é crível, mas sabedoria e maturidade se adquire com as experiências da vida, quando você sabe ouvi-las, enxergá-las e sugar o melhor delas. Mas, esqueçamos os pontos negativos, pois com pouca ou muita idade, ele é apaixonante.

Blue. Gostei dela desde o começo, achei seu personagem muitíssimo bem construído, especialmente seu talento com as esculturas em madeira. Seus defeitos e qualidades foram sempre muito bem colocados. Ela, porém, toma uma decisão que achei descabida, levando em consideração sua trajetória. Tenho a sensação de que só escrevi sobre os pontos negativos desse livro, então preciso ressaltar que é uma belíssima história, com uma escrita quase poética e uma trama muito bem construída. É uma história sobre uma garota que precisava se encontrar consigo mesma, precisava descobrir quem ela era, precisava entender que ela não era descartável, que existia um futuro, que ela podia amar e ser amada, que ela tinha qualidades e um talento formidável. Precisou que um certo Mr. Darcy aparecesse e a amasse imensamente…most ardently!*

*Mr.Darcy é um personagem de Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, e “I love you… most ardently” é uma citação sua.

3.5 corações 4 Estrelas Espero que alguma editora no Brasil publique os livros dessa autora. São lindas e tocantes histórias que merecem ser lidas =)

a different blue meu

Sinopse: Blue Echohawk não sabe quem é. Ela não sabe seu nome verdadeiro ou quando nasceu. Abandonada aos dois anos de idade, foi criada por um vagabundo e não frequentou a escola até que tivesse dez anos de idade. Aos dezenove anos, quando a maioria das pessoas de sua idade está frequentando a faculdade ou seguindo em frente com a vida, ela está apenas no último ano do ensino médio. Sem mãe, nem pai, nem fé, nem futuro, Blue Echohawk é uma aluna difícil, para dizer o mínimo. Resistente, dura e abertamente sexy, ela é o oposto completo do jovem professor britânico que decide que está pronto para o desafio, e coloca a encrenqueira sob sua asa. Esta é a história de um joão-ninguém que se torna alguém. É a história de uma amizade improvável, na qual a esperança cura e a redenção se torna amor. Mas se apaixonar pode ser difícil quando você não sabe quem você é. Apaixonar-se por alguém que sabe exatamente quem ele é e exatamente o porquê de ele não poder retribuir seu amor talvez seja impossível.  

Outros livros da autora:

– Making Faces

– The Law of Moses

– Running Barefoot

making faces running barefoot the law of moses

Anúncios