Tags

, , , , , ,

Um mais Um - Jojo Moyes
Autora: Jojo Moyes
Ficção Realística
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Ano: 2015

 

Um mais um, finalista na categoria Melhor Ficção do GoodReads Choice 2014, é o romance mais recente publicado pela escritora Jojo Moyes. Ao contrário da maioria de seus leitores, eu não li seus outros livros, nem mesmo o famoso Como eu era antes de você. Como eu sabia que eram leituras bem tristes, fui adiando e adiando, esperando o melhor momento de conhecer a autora, até que me deparei com um comentário que dizia que seu novo livro era fofo. Claro, corri para ler, e É fofo…e divertido…e leve… e gostoso!

Jess é uma faxineira que se desdobra em mil para botar comida dentro de casa, para dar o que pode a sua filha, Tanzie, e a seu enteado, Nicky, que ficou de brinde quando seu ex-marido a deixou. Esses dois adolescentes e um cachorro chamado Norman é tudo o que Jess tem. Nicky é o garoto estranho, meio gótico, que usa delineador e sofre bullying na escola. Tanzie é uma garotinha genial, fera em matemática, que recebe uma oferta de bolsa de estudos para estudar em uma escola particular. Lá, ela poderia desenvolver suas habilidades de maneira satisfatória e teria, certamente, um futuro melhor. Mas é aí que começam os problemas: Jess não tem dinheiro para cobrir as despesas extras e só o prêmio de uma Olimpíada de Matemática poderia dar a Tanzie essa chance. Problema número dois? A prova é feita na Escócia e eles não tem como chegar lá. É quando Ed, o Sr. Nicholls, um gênio da computação, cheio de problemas e precisando se afastar da sua vida profissional, entra na história e a aventura – divertidíssima – pelas estradas rumo à Escócia começa.

Um mais um é narrado em 3ª pessoa, mas os capítulos indicam qual dos personagens é o foco do momento. A escrita é bem simples, informal, com vocabulário comum, e a leitura flui facilmente, com uma boa velocidade. É daquelas leituras que você não quer parar, que não cansa nem por um capítulo e que, quando você menos espera, já passou da metade. Uma delícia!

Nunca esperei rir tanto nesse livro. Ele tem o tipo de humor que me agrada, o humor sutil, sem ser escrachado, intencional ou forçado. Faz-nos rir de situações que não seriam risíveis, mas que, de alguma forma, se tornam engraçadas. Lembrou-me bastante do filme A pequena Miss Sunshine, indicado ao Oscar de melhor filme em 2007. Aliás, é bem provável que a autora tenha se inspirado nele, o que não quer dizer que seja uma mera cópia. Um mais um tem, sim, seu valor.

Até a metade do livro o sorriso não saiu do meu rosto, mas na segunda parte ele se alternou com umas pontinhas de angústia e drama, porém, sem nunca perder a leveza. Afinal, pensava eu, a autora é conhecida por sua dramaticidade, não é?

Além de ser uma história super agradável, Um mais Um também nos traz boas reflexões acerca de família, valores, amigos e dinheiro. Faz-nos pensar um pouco se valorizamos o que realmente importa e nos deixa uma mensagem bem positiva de que tudo pode dar certo quando fazemos o que é correto, de que temos que ser otimistas e dar um passo de cada vez.

Tinha achado a capa um pouco esquisita, meio infantil, mas quando a road trip começa e embarcamos junto com Ed, Jess, Tanzie, Nicky e Norman naquele carro não pude deixar de sorrir cada vez que eu a via. Adorei os bonequinhos e toda sua simplicidade, eles se encaixam super bem na história.

Sem dúvidas, é um livro mais que recomendado, para todas as idades e todos os gostos, para aquela tarde tranquila, para aquele dia em que você só quer relaxar. Se você gosta de uma leitura simples e espirituosa, não tem como não se envolver com esses personagens. 😉 Já falei que é leve? rs

5 corações 4 Estrelas

jojo moyes um mais um kindle

 

Sinopse: Em seu novo romance, Jojo Moyes prova, de uma maneira engraçada e extremamente comovente, que os opostos se atraem e que é possível encontrar o amor nos lugares mais improváveis. Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou.

Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno gênio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?

Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.