Tags

, ,

Vai chegando essa época do ano e vamos todos fazendo um balanço do que fizemos, do que lemos, dos planos que traçamos, do que cumprimos e do que não conseguimos fazer. Para mim, 2015 foi um ano maravilhoso, o melhor de todos, o ano em que fui mãe pela primeira vez, e por esse mesmo motivo me contive na hora de traçar minhas metas de leitura. No GoodReads me desafiei a ler 40 livros e, vejam bem, parabéns para mim, consegui ler exatamente os 40.

Porém devo confessar que dei um jeitinho e trapaceei um pouco nessa reta final. Escolhi algumas novelas russas com cerca de 100 páginas e uns dois livros infantis para conseguir cumprir a meta. Mas como 2015 foi também o ano dos calhamaços, dos livros de mais de 1500 páginas, então estou perdoada, certo?

Bem, vamos aos melhores de 2015?

Melhor Livro Do Ano {e da vida}: Os Miseráveis, Victor Hugo

os miseráveis martin claret

Que livro fantástico, que autor sensacional! Uma história sobre a condição humana, sobre a consciência de cada um, sobre as injustiças e suas consequências, sobre a vida, sobre a alma… Uma história que toca e marca. Não tenho palavras para descrever meu amor por esse livro, então repito o que escrevi na resenha: todo leitor MERECE esse prazer.

Resenha aqui.

Livro Fofo do Ano: Anne de Green Gables, L. M. Montgomery

anne de green gables capa

Que livro fofo! Que alegria contagiante a dessa protagonista mais que especial. Estive com um sorriso largo e bobo no rosto durante toda a leitura. Anne de Green Gables se tornou um queridinho, daqueles que me deixa com vontade de colecionar edições. rs (Estou devendo resenha, pois foi o último livro lido do ano)

Livro que me Surpreendeu: Juventude Brutal, Anthony Breznican

juventude brutal

Juventude Brutal foi um livro que comecei sem saber o que me aguardava, sem grandes expectativas, achando que não gostaria tanto assim (nem sei o porquê). E então, depois de umas cem páginas lidas ele me fisgou de uma maneira…!!! Que leitura viciante!

Resenha aqui.

 

Escolher os melhores livros nunca é tarefa fácil, pois queremos sempre citar todos os que gostamos. Poderia citar também como ótimas leituras O Amante, de Marguerite Duras (aqui), que estava na minha meta há um bom tempo; O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas, livro incrível sobre vingança e o quanto ela destrói a vida de todos os envolvidos; Hotelles: Quarto 1, de Emma Mars (aqui), um romance cheio de intrigas, mistérios e sensualidade; A Morte de Sarai, de J. A. Redmerski (aqui), um thriller com um toque de romance; Um mais Um, de Jojo Moyes (aqui), livro bem simples, comum, mas muito fofo, leve e divertido; Inverno do Mundo, de Ken Follett (aqui), segundo livro da excelente trilogia O século; e por último, mas não menos importante, Madame Bovary, de Gustave Flaubert (aqui), clássico atemporal que fala sobre casamento, traição e felicidade.

 

Três livros para 2016 e Pote de Livros

Para 2016 tenho um desafio E-N-O-R-M-E a cumprir: não comprar livros – ou comprar poucos rs, pois preciso ler os que me aguardam na estante. Para isso, preparei um potinho com os títulos e pretendo sortear a próxima leitura sempre que estiver indecisa – ou sempre que der vontade. Sem muitas regras, para que o hobby não deixe de ser hobby, claro!

IMG_1673

O outro desafio que pretendo cumprir é a leitura de três grandes clássicos: Guerra e Paz, de Tolstói, A Divina Comédia, de Dante Alighieri, e Anna Kariênina, também de Tolstói. São livros que quero ler há bastante tempo, mas sempre me faltava coragem para encarar, por exemplo, as 2500 páginas de Guerra e Paz, ou os versos rebuscados de Dante.

Se a coragem chegou, vamos aproveitar, não é?!

guerra e paz cosac naifyA divina comédia dante aliguieri anna kariênina cosac naify

 

 

 

 

 

 

Aproveito para desejar um Ano Novo maravilhoso para vocês, cheio de amor, paz, sucesso, cheio de boas histórias e boas risadas, cheio de alegria, saúde e bênçãos. Que 2016 nos traga grandes sonhos, histórias sensacionais, livros emocionantes e personagens fortes para florear ainda mais nossos dias.

Muito obrigada a todos que me acompanharam por todo esse ano!

Grande abraço, com carinho,

Caroline Gurgel

2015 2016

 

 

 

Anúncios